logoCAFE_ACAO
logoCAFE_ACAO

Experimente a calma

29/08/2018

Olá, Mulheres queridas!

No nosso encontro, no dia 25.08.18, falamos sobre a calma, o que é, os benefícios de ser uma pessoa calma e como é possível viver calma no nosso dia a dia.

O que significa CALMA: tranquilidade, paz de espírito, sossego, ausência de agitação, calor atmosférico, hora do dia em que faz mais calor.

Calma = agir com serenidade e equilíbrio para ter um raciocínio lógico e buscar uma solução efetiva.

Contrário de calma: ansiedade, alvoroço, pressa, pico, pânico, obsessão, loucura, ruído, crise.

Estado de calma. 

Estar calma é agir com equilíbrio fazendo o que for necessário em cada momento para dominar as emoções e os pensamentos diante de uma situação,  quer seja algo grave ou nas atividades do dia a dia. Viver na calma = Estar ciente em cada situação lançando mão do uso pleno das faculdades psicoemocionais e utilizá-las independente do que aconteça. Quando acontece uma coisa fora do script, ficamos naquela agitação mental pensando sem parar no problema para tentar resolvê-lo, acionamos um monte de mecanismos mentais, psicológicos, emocionais e físicos, mas tudo isso de forma desordenada e caótica gerando pouco ou nenhum resultado e na maioria das vezes até piorando a situação. Quem nunca fez besteira agindo no impulso ou no calor da situação? Essa agitação começa a gerar ansiedade tirando a nossa lucidez, confundindo as emoções e embaralhando os pensamentos e quanto mais pensamos no problema, menos respostas encontramos e mais angustiadas ficamos. A ansiedade vem por conta desse movimento mental excessivo e reflete no corpo, afeta a saúde e desestabiliza o nosso organismo refletindo esse estado também no mundo exterior.  A calma é essencial para termos uma vida equilibrada independente do que esteja acontecendo ao nosso redor. É possível manter a calma em situações de adversidade, mas principalmente no nosso dia a dia para que situações desagradáveis, corriqueiras e imprevistas não tenham o poder de nos desequilibrar. 

A busca

Devemos entender como funcionamos, como reagimos diante das situações e como gerenciamos as nossas emoções e, através dessa auto-observação, buscar caminhos  para desenvolver um comportamento mais inteligente e orgânico. A calma nos ajuda a administrar tanto os momentos do cotidiano que seguem um fluxo normal, quanto os que nos pedem uma atenção maior por questão de alguma desordem. Quando estamos calmas, temos clareza para avaliar as opções e perceber quais são as melhores soluções e suas consequências. São sinais que a gente consegue identificar através do autoconhecimento e desenvolvendo o autodomínio. É claro que agir de acordo com essa nova consciência não é do dia para a noite. É um processo que devemos buscar diariamente, que exige disciplina, determinação e força de vontade, mas que vale muito a pena e transforma a nossa vida e o nosso entorno.

Os benefícios

Na calma tudo flui melhor. Nesse estado, entendemos melhor os acontecimentos, respiramos e pensamos melhor e conseguimos empatizar: perceber e entender o que o outro sente evitando muitos conflitos desnecessários sejam com os outros ou em nosso interior. Quem, estando nervoso, nunca fez algo ou feriu alguém que não queria e quando se acalmou sentiu remorso e constrangimento?Estado de presença, lucidez, centramento, equilíbrio do sistema nervoso, fortalecimento, assertividade, coerência, paz interior, paz exterior, fluidez, aprendizado e coerência são todos benefícios de uma gestão emocional saudável que é o segredo para viver esse estado de calma.

 

Mitos da calma

Ao contrário do que muitos imaginam, estar calmo não significa ficar apática ou ser omissa ou permissiva, não é um estado de inação da mesma forma que estar agitada também não significa estar agindo assertivamente, percebe? Não paramos para refletir sobre esses comportamentos e os seus desdobramentos. Eu posso estar calma no caos, aliás, eu devo estar calma no caos porque assim consigo pensar de forma lúcida, dominando as minhas emoções para entender qual é o próximo passo e agir de modo assertivo. Na agitação (física ou mental), não conseguimos ter uma visão clara do que está acontecendo e temos dificuldade de achar soluções. Estar calma também não significa agir devagar, você pode estar calma e agir rapidamente. Outro mito, é achar que uma pessoa dócil e tranquila nos modos e ações, mas com uma mente agitada é uma uma pessoa calma. Não é.

Desenvolvendo a calma através do autoconhecimento

Diante desse entendimento, como podemos ter um comportamento mais inteligente e trabalhar essa calma dentro da gente? Primeiro é através da auto-observação, como falado anteriormente, e da análise do nosso comportamento. Entender como funcionamos é o princípio de qualquer mudança. É preciso entender de onde estamos partindo, para onde estamos indo e quais são as alterações que precisamos fazer pelo caminho. Depois verificar quais as vantagens desses comportamentos, o que eles trazem de benefícios para nossa vida. Estou conseguindo colher os melhores frutos com o meu comportamento atual? Consigo resolver as questões da minha vida de forma tranquila que não me tome muita energia para que eu tenha energia suficiente para cuidar de outras áreas importantes também? Estou conseguindo equilibrar essas áreas harmoniosamente? Agora, se eu vejo que passo a maior parte do tempo preocupada, agitada, nervosa e ansiosa o que isso me traz de positivo? E de negativo? É preciso estudar qual é bônus e o ônus de cada comportamento.

Faça uma experiência: Quando você está calma, quais as emoções que você experimenta? O que a calma te traz? Procure lembrar de uma situação em que conseguiu se manter serena e outra em que estava nervosa achando que precisava tomar uma atitude rápida e fez isso no impulso, quais as consequências desses dois estados? É muito importante olhar e entender nosso comportamento diante das circunstâncias da vida. E uma vez consciente do seu funcionamento, comece a tomar pequenas decisões. Reflita sobre o que você faz que é legal e o que não é legal e tome atitudes pra reverter o que não está bom. Por exemplo: Não decidir nada de cabeça quente, não importando o tempo para resposta; evitar situações que sabe que são estressantes; se comprometer a fazer somente o que dá conta; se preparar emocionalmente para as situações difíceis que sejam imprescindíveis: uma reunião de trabalho com pessoas difíceis, uma cirurgia, um evento com pessoas que não gosta e por aí vai.

Agindo assim nos habituamos a refletir sobre nossas ações e vamos tecendo uma conversa interna que é muito saudável e nos permite identificar o que fazer para promover a mudança desejada, tudo de forma estruturada e tranquila, aos poucos, respeitando sempre os nossos limites. No fundo, todas sabemos o que nos acalma, do que gostamos e o que nos dá prazer.

Resumindo: Analise como você funciona, veja as vantagens e desvantagens de cada comportamento entendendo os benefícios e as consequências de cada um e como você pode alcançar, através de pequenas mudanças, esse estado de calma. Quando estamos equilibradas, conseguimos gerenciar os nossos pensamentos e emoções e fazer as melhores escolhas diante das circunstâncias que se apresentam na vida.

Processos e técnicas

Não adianta falarmos de como praticar essa calma se não falamos como podemos vivê-la diariamente. Acessamos essa calma diária pacificando o nosso mundo interior através do equilíbrio físico, emocional e mental. É um trabalho diário. Existem várias formas de desenvolvermos o equilíbrio interno, aqui mesmo no Café e Ação temos uma consultoria que desenvolve bem esse treino emocional, mas existem ainda diversas ferramentas que nos possibilita entrar em contato com esse estado de calma. São algumas delas: terapia, reiki, yoga, meditação, prática do silêncio, respiração, mantras, florais, sair para tomar café com as amigas (adoro!), massagens, terapias integrativas, livros e cursos de gestão emocional e por aí vai.

No encontro fizemos uma aplicação de reiki em grupo e foi maravilhoso!

E finalmente…

Quando entendemos os benefícios de viver na calma, com alma, que é estar presente e viver cada momento como ele nos pede: É um momento de paz? Curta a paz, sinta a paz, viva essa paz. É um momento conflituoso? Entenda o que está acontecendo, a agitação não vai ajudar. Precisamos de calma, de silêncio para diminuir os ruídos e ouvir a nossa voz interna (sabedoria interior que todas temos), feito isso encontraremos a melhor opção e agiremos completamente diferente do que se fizéssemos no impulso, no susto, com medo ou com raiva.

Ao darmos um passo pra trás, numa situação seja ela qual for, olhamos, examinamos e refletimos com calma e lucidez e agimos, com certeza, com maior sabedoria. Isso é uma vida equilibrada! Uma vida equilibrada não significa que tudo flui maravilhosamente bem e que não existem mais desafios, significa que temos um panorama geral do que acontece na nossa vida e um planejamento para trabalhar as áreas de acordo com as ferramentas e capacidades disponíveis no momento, sem desperdiçar energia. Desafios existem e ser uma pessoa calma não significa que eles sumirão da nossa vida, mas diminuirão muito e os que surgirem serão lidados conforme o aprendizado com as nossas experiências, melhorando muito a nossa maturidade emocional.

Esse desenvolvimento nos permite agir com discernimento diante das adversidades e dos desafios que surgem na vida e também nas decisões diárias.

A chave final para entender o que é a calma é entender que sem ela a nossa vida é muito mais caótica e com ela muito mais plena e organizada. A vida começa entrar nos trilhos porque a gente começa a entrar nos trilhos, começamos a entender o que é prioridade e o que realmente importa para termos uma vida boa.

E agora eu te convido: Vamos experimentar a calma?

Essa é a reflexão que fizemos sobre a calma no encontro.

Te espero no próximo encontro!

Um beijo e um café!
Francine Sarmemto

Postado por cafe-e-acao


Aceita um CAFÉ?

Agende um horário e vamos conversar.

O primeiro café é gratuito.

Neste primeiro encontro vamos conversar um pouco para entender a sua necessidade e qual Consultoria é a mais indicada para o seu objetivo.

Depois deste primeiro encontro, definido o campo de atuação e as ferramentas e profissionais envolvidos, enviamos o  orçamento da Consultoria escolhida e após aprovação iniciamos o processo.

 Aguardo o seu contato.

Um beijo e um café!
Francine Sarmemto 

Av. Miruna, 1.569 -  Indianópolis - SP