logoCAFE_ACAO
logoCAFE_ACAO

A Saia

12/03/2019

A Saia

Toda Mulher deve ter uma saia. 
Pelo menos uma saia. 
 
Mas não uma saia comum, 
uma saia de tecido delicado e bem bonita. 
 
A saia escolhida deve ser usada e cuidada 
somente pela sua dona.
 
Lavada com suavidade 
tamanha a sua delicadeza, 
deve secar ao vento 
para manter o viço e a maleabilidade do tecido.
 
Cuidar da saia é tarefa bendita. 
 
A saia, delicada e bela, é como a própria Mulher 
que deve se cuidar com esmero, 
lavar-se com suavidade 
e secar-se ao vento 
para não perder o viço e a maleabilidade da alma. 
 
Toda Mulher deve ter uma saia.
Pelo menos uma saia. 
 
Para que ao cuidar da saia, ela aprenda a cuidar de si, 
a lavar, secar e preservar a nobreza dos fios 
que compõem a linda tecedura.
 
Toda Mulher deve ter uma saia. 
Toda Mulher é saia.

Francine Sarmento

Esse texto foi inspirado enquanto eu lavava a minha Saia preferida. 
Ao lavar a saia, fui me conectando com histórias da minha família, lembrando que minha avó materna adorava usar saias, aliás, ela só usava saia e dizia que não gostava de calças.
Deixei a imaginação e o pensamento fluírem enquanto ensaboava delicadamente a minha saia.
Pensei qual seria realmente o significado da saia para a minha avó. Ela dizia também que as calças tiravam a sua liberdade. Coisa doida, não? E não é que ela tinha razão?
As calças pegam, agarram, limitam a nossa ação, dizia ela. Mui sábia a minha avó!
Que liberdade há debaixo de uma saia! Ficamos livres! Sem amarras!
Confesso que não gosto muito de calças também…
Mas, na verdade, nunca tinha parado para pensar sobre esse assunto até este momento.
Enquanto enxaguava a minha saia e elaborava toda essa conversa interna, e quiçá na presença da minha vozinha que já não está mais neste plano, senti uma grande inspiração e, de uma só vez, veio palavra por palavra do texto na minha mente e não consigo nem explicar a emoção que fluía junto. Um momento numinoso!
Olhei para a saia e compreendi naquele momento a lição transcendente que minha avó já sabia.
Eu era a saia e a saia era eu.

Conectadas para sempre num poema doce e profundo transmitindo a sabedoria da Grande Mãe através de laços de alma e de sangue.

Gratidão à Grande Mãe!

Gratidão à minha amada avó Esperança de Jesus que me ensinou simbolicamente o valor de ter uma Saia.

Francine Sarmento

12.03.2019 – São Paulo-SP

 

Postado por cafe-e-acao


Aceita um CAFÉ?

Agende um horário e vamos conversar.

O primeiro café é gratuito.

Neste primeiro encontro vamos conversar um pouco para entender a sua necessidade e qual Consultoria é a mais indicada para o seu objetivo.

Depois deste primeiro encontro, definido o campo de atuação e as ferramentas e profissionais envolvidos, enviamos o  orçamento da Consultoria escolhida e após aprovação iniciamos o processo.

 Aguardo o seu contato.

Um beijo e um café!
Francine Sarmemto 

Av. Miruna, 1.569 -  Indianópolis - SP